Apresentação

A Universidade Federal do Amazonas (UFAM), no decorrer de sua trajetória acadêmica na Amazônia, tem construído formas de intervenção crítica e criadora na realidade em que se insere, produzindo transformações significativas no campo das suas atividades-fim: ensino, extensão e pesquisa, bem como no campo social, cultural, científico e político. A produção científica tem servido ao engajamento político-institucional e à defesa de novos rumos para o reconhecimento da UFAM como instância mediadora do desenvolvimento humano sustentável, em um contexto marcado pelas desigualdades sociais, econômicas e políticas, em que as tensões entre humanização e desumanização são produzidas através da violência, da pobreza e da falta de oportunidades que possibilitem escolhas significativas para a melhoria da qualidade de vida da maioria da população.

A UFAM insere-se em um contexto de complexidade profunda, no qual as contradições historicamente produzidas impõem desafios como o de contribuir para a mudança no papel do Estado, cujo dever de promover a eqüidade torna-se imperativo no sentido de focalizar setores eleitos como prioritários e estratégicos. A necessidade da expansão da Educação Superior no âmbito do Estado do Amazonas, através do engajamento da UFAM no Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – REUNI – enseja a necessária ligação do dever do Estado com o dever da sociedade civil na participação cívica para a construção de relações democráticas entre o Estado e a Sociedade, visando à possibilidade real de concretização dos direitos sociais e a superação do clientelismo.

Notícias